terça-feira, dezembro 12, 2006

nightmare before christmas

Trabalhar numa livraria e ver caixas e caixas entrar pela porta dentro. Saber que não tenho capacidade para desempacotar tudo em tempo útil e que corro o risco de ficar soterrada por elas. Subir e descer trezentas vezes por dia as escadas e sentir os abdominais doridos, de tanto carregar pesos. Os braços, as pernas e as costas nem reclamam. Estão mais que habituados. Saber que 90% do que está dentro destes volumes é lixo e não vale o papel em que está impresso. Solicitações para 1500 feiras em escolas e os respectivos pedidos de orçamento para o Plano Nacional de Leitura. Grrrrrrr! E, no meio do cansaço acumulado, haver uma vozinha histérica que diz: e se, de tanta associação desagradável, desenvolvo uma aversão a tudo isto, aos livros?!

3 Comments:

Blogger Joao said...

Não tinha ideia de que também trabalhavas numa livraria! Eu sou da Bertrand. E tu?

dezembro 13, 2006 3:15 da tarde  
Blogger SpiSan. said...

Olha amiga, pelo menos vais poupando uns dinheiritos em ginásios :-)
Quanto à possível aversão a livros, conhecendo-te como te conheço, não creio que venha a conhecer. Gostas demasiado de livros para isso acontecer. Penso até, que se por uma infelicidade muito grande morresses debaixo de uma avalanche de livros, quando as equipas de salvamento te desenterrassem, estarias com um sorriso de felicidade até aos pés, e talvez com um exemplar, por exemplo, do Cortázar na mão ou até mesmo com um épico como o senhor dos anéis.
Beijo e não desesperes. Qualquer coisa amanhã tomamos um copo ou comemos um gelado. Beijinho.

dezembro 18, 2006 11:04 da tarde  
Blogger Justa said...

João, eu trabalho na Index, no Porto. Bem, era uma livraria ou uma cozinha. Para já, continuo pelos livros.

O meu amigo Spisan atribui ao gelado aquela máxima que muitos aplicam ao dinheiro: não dá felicidade mas ajuda!

dezembro 22, 2006 11:09 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home