segunda-feira, maio 08, 2006

descapotável

"quero estropiar o nosso amor
cortar-lhe as asas
vazar-lhe os olhos
trilhar-lhe os dedos e gemer.
(...)
quero o meu amor experimental
furar-lhe os tímpanos
cortar-lhe as veias
amordaçá-lo.
pisar-lhe os calos
arranhá-lo...

o meu amor cabe na cova que lhe abri
o meu amor cabe na cova de um dente."

Descapotável, Três Tristes Tigres