quarta-feira, maio 10, 2006

insónias

"ultimamente não consigo dormir e não consigo acordar. ontem
já muito de noite nas horas em que posso estar ainda mais
sozinho, sentei-me ao lume e lembrei-me de quando ficávamos
juntos à porta da tua avó e para as pessoas que passavam
éramos namorados. dizíamos conversas só nossas e
às vezes beijávamo-nos. sentei-me ao lume e pensei no teu
corpo quando te abraçava e pensei que talvez naquele momento
um homem estivesse a ter prazer dentro de ti. hoje
sentei-me parado com as mãos paradas, com o rosto parado e
lembrei-me da tua pele tão suave, dos teus dedos bonitos,
dos teus olhos de menina e penso que talvez neste momento esteja
um homem a ter prazer dentro de ti."

José Luís Peixoto, em "A Criança em Ruínas"